O líder talibã paquistanês Hakimullah Mehsud, dado como morto em janeiro, aparece em um vídeo aparentemente gravado em abril anunciando ataques às grandes cidades americanas, revelou nesta segunda-feira o centro de vigilância de sites islâmicos (SITE)." /

O líder talibã paquistanês Hakimullah Mehsud, dado como morto em janeiro, aparece em um vídeo aparentemente gravado em abril anunciando ataques às grandes cidades americanas, revelou nesta segunda-feira o centro de vigilância de sites islâmicos (SITE)." /

Líder talibã paquistanês anuncia ataques contra EUA

O líder talibã paquistanês Hakimullah Mehsud, dado como morto em janeiro, aparece em um vídeo aparentemente gravado em abril anunciando ataques às grandes cidades americanas, revelou nesta segunda-feira o centro de vigilância de sites islâmicos (SITE).

AFP |

O líder talibã paquistanês Hakimullah Mehsud, dado como morto em janeiro, aparece em um vídeo aparentemente gravado em abril anunciando ataques às grandes cidades americanas, revelou nesta segunda-feira o centro de vigilância de sites islâmicos (SITE).

Mehsud promete retaliar os Estados Unidos pela morte de militantes islâmicos, no vídeo supostamente gravado no dia 4 de abril.

"Está próxima a hora em que nossos fedaeen (soldados) atacarão as grandes cidades dos Estados Unidos", afirma Mehsud no vídeo de nove minutos entre dois homens armados e mascarados.

Mehsud era dado como morto em um bombardeio de avião sem piloto (drone) americano no Paquistão em janeiro passado, mas segundo fontes da inteligência paquistanesa, teria escapado com vida do ataque.

Os serviços de inteligência americanos nunca confirmaram a morte de Mehsud, que sempre foi negada pelos talibãs paquistaneses.

O grupo talibã Tehrik-e-Taliban (TTP), liderado por Mehsud, reivindicou a tentativa de atentado com carro-bomba realizada na noite de sábado, em Nova York, em outro vídeo monitorado pelo SITE e que teve a autenticidade questionada.

Se a mensagem do TTP for confirmada como verdadeira, seria o primeiro ataque do grupo contra um alco nos Estados Unidos.

Hakimullah Mehsud assumiu o comando do grupo - acusado pelo assassinato de milhares de pessoas em atentados no Paquistão - após a morte do líder anterior do TTP, Baitullah Mehsud, em um ataque executado por um drone americano em 5 de agosto do ano passado no Waziristão do Sul, no Paquistão.

Washington persegue especialmente Hakimullah Mehsud desde que ele reivindicou o ataque suicida contra uma base da CIA no leste do Afeganistão, em dezembro, que matou sete americanos.

No vídeo, Mehsud afirma que o TTP atacará os Estados Unidos "por terem martirizado vários líderes muçulmanos, em particular Baitullah Mehsud e muitos irmãos respeitados da Al-Qaeda", segundo o SITE.

"Nossos soldados entraram nos terroristas Estados Unidos. Vamos executar ataques extremamente dolorosos à América fanática", completa.

Mehsud adverte ainda os membros da Otan e os demais aliados que devem "abandonar os Estados Unidos", pois em caso contrário "sofreriam uma humilhação, uma destruição e uma derrota piores que as dos Estados Unidos".

No domingo, o presidente Barack Obama declarou que os responsáveis pelo atentado frustrado da noite de sábado em Nova York serão encontrados e punidos.

Os autores do último vídeo divulgado pelo TTP e disponibilizado no YouTube reivindicaram a tentativa de ataque em Nova York.

No vídeo afirmam que a tentativa foi uma resposta aos recentes assassinatos de dois altos dirigentes da Al-Qaeda no Iraque e aos ataques americanos com drones no Paquistão, informou o SITE.

O carro-bomba encontrado em Nova York tinha três botijões de propano, dois tambores de gasolina, fios elétricos, fogos de artifício e dois despertadores. Ao que tudo indica também continha um fertilizante químico.

txw/LR/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG