Líder supremo iraniano indulta e reduz penas de 3.084 presos

Teerã, 3 ago (EFE).- O líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, aprovou o indulto ou a redução da pena para 3.

EFE |

084 detidos em centros penitenciários do país por ocasião da comemoração de uma festividade do Islã.

O indulto foi aprovado por Khamenei depois de solicitado pelo presidente do Poder Judiciário iraniano, o aiatolá Mahmoud Hashemi Shahroudi, segundo a agência iraniana "Mehr", mas não se sabe se, entre os indultados, há presos políticos.

Em janeiro, Khamenei indultou mais de 2 mil presos iranianos, na sua maioria condenados por tráfico de drogas na província do Sistão-Baluchistão, fronteiriça com o Paquistão e o Afeganistão.

O aiatolá Khamenei é o líder supremo da República Islâmica do Irã em matéria política e religiosa, com poderes acima da Constituição e de qualquer órgão político, e é a máxima autoridade do Islã xiita.

EFE msh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG