Líder Supremo do Irã pede saída de forças estrangeiras do Iraque

Teerã, 28 fev (EFE).- O Líder Supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, insistiu hoje na necessidade de que as forças estrangeiras saiam imediatamente do Iraque.

EFE |

Khamenei fez esta declaração durante uma reunião com o presidente iraquiano, Jalal Talabani, que se encontra em Teerã desde a quinta-feira em uma visita oficial de três dias, segundo a agência local "Isna".

"As forças da ocupação devem sair o mais rápido possível do Iraque, já que a cada dia que atrasam sua saída o povo iraquiano se prejudica", acrescentou a principal autoridade na hierarquia do poder do regime iraniano.

O clérigo iraniano disse ainda que "as forças de ocupação estão preparando o terreno para uma longa estadia no Iraque, e isto é um grande risco e as autoridades iraquianas devem ser conscientes".

O aiatolá Khamenei acrescentou que a República Islâmica do Irã mantém boas relações com o Iraque.

"O Iraque é um país rico e não precisa de ajuda financeira, mas estamos dispostos a oferecer a nossos irmãos iraquianos nossas experiências e desenvolvimento em todos os âmbitos", afirmou Khamenei durante a reunião com Talabani e a delegação iraquiana, que contou com a presença do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad.

"O desenvolvimento do Iraque vai de encontro aos interesses dos forasteiros, que também não estão contentes com as relações entre Iraque e o Irã", acrescentou Khamenei.

O Presidente iraquiano agradeceu o apoio do Irã ao povo do Iraque.

"As relações entre Irã e Iraque são relevantes e se fortaleceram depois desta visita", disse o presidente curdo do Iraque, que viveu exilado no Irã durante o Governo do ex-ditador Saddam Hussein. EFE msh-jm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG