inimigos estrangeiros - Mundo - iG" /

Líder supremo do Irã pede que povo se una contra inimigos estrangeiros

Teerã, 6 jul (EFE).- O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, admitiu hoje as diferenças entre as autoridades iranianas, mas pediu ao povo que mantenha a unidade contra os inimigos estrangeiros.

EFE |

Segundo a agência de notícias local "Mehr", Khamenei fez essas declarações durante um ato pelas comemorações do aniversário do nascimento de Ali, o genro do profeta Maomé e primeiro imame dos xiitas.

"Os inimigos começaram a trabalhar para criar divisões no povo e, até certo ponto, conseguiram. Mas o povo deve neutralizar esta conspiração", disse Khamenei, que discursou na mesquita xiita do Imame Khomeini, em Teerã.

O aiatolá Khamenei afirmou ainda que as eleições são "um assunto interno que, como as disputas entre os membros de uma mesma família, pode gerar mal-estar". "No entanto, trata-se de uma questão interna de uma só família, e os estrangeiros não têm que se meter neste assunto", acrescentou.

"Se as autoridades da República Islâmica discordam entre si, ainda estão de acordo quanto ao combate aos inimigos em nome da independência do país", disse o aiatolá.

Khamenei lembrou que uma eleição sempre deixa uma minaria descontente e que "é normal" que esta "minoria fique desanimada e contrariada quando não consegue a vitória". EFE msh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG