TEERÃ (Reuters) - O líder supremo do Irã designou neste sábado o aiatolá Sadeq Larijani como o novo chefe do Poder Judiciário, informou a televisão estatal. Alguns websites reformistas informaram recentemente que Larijani estava hesitante em aceitar o cargo devido às prisões de moderados durante os distúrbios ocorridos após as eleições, em 12 de junho.

Larijani enfrentaria uma polêmica imediata. A agencia semi oficial de notícias ISNA afirmou que um novo julgamento de 25 partidários da oposição detidos após as eleições poderia começar em 25 de agosto.

Larijani, irmão do presidente do Parlamento, Ali Larijani, e integrante do órgão de vigilância constitucional de linha dura, o Conselho dos Guardiões, substituirá o aiatolá Mahmoud Hashemi-Shahroudi, cujo período de 10 anos no cargo expirou.

O líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, afirmou em uma carta para Larijani que espera que o Judiciário prospere sob seu comando.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.