Paris, 31 ago (EFE) - A Universidade de Verão do Partido Socialista (PS) francês concluiu hoje com um pedido de espírito coletivo, coesão e unidade proferido pelo líder da legenda, François Hollande, aos candidatos à sua sucessão. A dez semanas do Congresso que decidirá o projeto político do PS e a sucessão de Hollande, que deixa o cargo após 11 anos, a batalha pela futura direção do partido e, potencialmente, sobre seu candidato nas eleições presidenciais francesas de 2012 marcou a reunião de três dias em La Rochelle (oeste). Hollande pronunciou, com emoção, mas não com nostalgia, um discurso de uma hora e meia, que terminou com uma longa ovação dos militantes, para os quais disse obrigada e até amanhã, o que sugere que não renuncia às suas ambições para 2012. Entre os cerca de três mil presentes estavam o prefeito de Paris, Bertrand Delanoe, a prefeita de Lille e ex-ministra Martine Aubry, e o deputado Pierre Moscovici, candidatos à sucessão. Por outro lado, estava na Itália a ex-candidata socialista ao Palácio do Eliseu e ex-mulher de Hollande, Ségolène Royal, que, em maio, se antecipou anunciando sua candidatura, visando às eleições presidenciais de 2012. Durante a reunião, Hollande quis mostrar que, apesar de seus problemas internos, os socialistas têm propostas para combater a degradação de uma França mal governada pela direita, e a crise global. Hollande, que dedicou mais tempo aos assuntos internacionais que de costume, fez vo...

..). Não podemos estar na dispersão, na fragmentação e na atomização", que são "a garantia" da queda do PS, afirmou. EFE ao/bm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.