Líder sírio convida Obama para discutir paz no O.Médio

Londres, 3 jul (EFE).- O governante sírio, Bashar al-Assad, quer se reunir com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na Síria para discutir a paz no Oriente Médio, segundo manifestou hoje em entrevista à emissora SkyNews.

EFE |

Perguntado sobre quando poderia ocorrer essa visita, Assad disse que isto é algo que os americanos devem decidir.

O presidente da Síria, país que manteve difíceis relações com a Administração do ex-presidente George W. Bush, considerou que a reunião com Obama pode ser mais um passo rumo a uma nova era na região.

"Definitivamente, gostaríamos de dar as boas-vindas a ele na Síria. Sou muito claro nisto", disse Assad, que, com um sorriso, pediu ao entrevistador que transmitisse o convite a Obama.

"Qualquer cúpula entre dois presidentes é positiva. Isso não quer dizer que eles tenham de ser iguais em tudo. Mas quando um deles fala abrem-se caminhos para acabar com as diferenças. É normal ter diferenças entre culturas diferentes, nações e Estados diferentes", disse o presidente sírio.

"Acredito que os EUA possuem um trabalho especial como a maior potência do mundo. Acho que o presidente Obama deveria visitar a maior quantidade de países possíveis a fim de (concretizar) estes diálogos", ressaltou Assad, que também se manifestou a favor de renovar as conversas indiretas com Israel, desde que se possa encontrar o mediador adequado. EFE vg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG