O líder guerrilheiro Laurent Nkunda declarou neste domingo, depois de uma reunião com o emissário da ONU, Olusegun Obasanjo, que deseja negociar com as autoridades da República Democrática do Congo (RDC) para obter um cessar-fogo no leste do país.

"Nós queremos entrar em contato com nosso adversários para obter um cessar-fogo", afirmou Nkunda após a conversa de quase duas horas com Obasanjo.

O chefe insurgente voltou a reiterar que respeita o cessar-fogo proclamado unilateralmente por seu movimento no dia 29 de outubro.

"Nós possibilitamos a abertura de corredores humanitários", acrescentou em uma entrevista coletiva, lembrando um de seus compromissos anteriores.

"Hoje é um grande dia para nós, porque perdemos muitos homens, e agora temos uma mensagem de paz. Devemos trabalhar para esta missão de paz", concluiu.

fal-hba/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.