O líder do partido nacional-bolchevique Eduard Limonov foi detido neste domingo ao lado de outras 20 pessoas, ao tentar protestar em Moscou contra o primeiro-ministro russo Vladimir Putin.

A polícia prendeu Limonov assim que ele chegou à praça em que estava prevista uma manifestação, não autorizada.

Limonov ja havia sido detido em circunstâncias idênticas em janeiro e em abril passado.

edy-neo/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.