Líder pirata promete vingança contra os EUA

NAIRÓBI - O líder dos piratas somalis que tiveram sob poder por cinco dias o capitão americano de um cargueiro prometeu atacar cidadãos dos Estados Unidos para vingar a morte de três de seus homens.

Redação com AFP |

"Estes americanos mentirosos mataram nossos amigos que haviam aceitado libertar o refém sem resgate, mas eu afirmo que isto levará a medidas de represália. Atacaremos em particular cidadãos americanos que viajarem em nossas águas", afirmou o chefe do grupo de piratas, Abdi Garad, na cidade costeira de Eyl, 800 km ao norte de Mogadíscio.


O capitão Richard Phillips (direita) cumprimenta o militar responsável por seu resgate / AP

"Não é o fim do mundo. Vamos intensificar nossos ataques, inclusive bem longe das águas somalis. Da próxima vez que pegarmos um americano, não esperem nenhuma piedade do nosso lado", completou.

O capitão americano Richard Phillips foi libertado no domingo pela Marinha americana, depois de passar cinco dias sequestrado por piratas somalis em um bote salva-vidas.

Três piratas morreram na operação no Oceano Índico e um quarto foi detido.

Resgate tenso

Franco-atiradores da Marinha americana puseram fim, no último domingo, ao sequestro do capitão Richard Phillips, refém de piratas somalis, matando três de seus quatro captores em uma decisão de segundos, informou um alto comando naval.

O presidente americano, Barack Obama, deu a autorização para "tomar ações decisivas", se a vida de Phillips estivesse correndo risco, disse o vice-almirante Bill Gortney à imprensa.

"O comandante no terreno pensou que o capitão se encontrava em perigo iminente e tomou a decisão, e ele tinha a autoridade para tomá-la e tinha segundos para fazê-lo", afirmou Gortney, em uma teleconferência, do Barein.

O capitão saltou do bote salva-vidas, dando aos franco-atiradores a possibilidade de disparar nos piratas, informou a imprensa americana, o que não foi confirmado por Bill Gortney.


Imagem publicada pela Marinha dos EUA mostra bote que serviu de cativeiro para capitão / AP

Depois de resgatado, Phillips foi levado a bordo do "USS Bainbridge" e, então, para o "USS Boxer", onde pôde se comunicar com sua família nos Estados Unidos e onde, após avaliação médica, constatou-se seu bom estado de saúde.

Leia mais sobre: piratas

    Leia tudo sobre: piratas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG