O líder paramilitar colombiano Salvatore Mancuso, preso desde a desmobilização de seu grupo, afirmou que mais de 50% dos congressistas colombianos têm ligações com os grupos armados irregulares de esquerda e direita.

"A combinação das conexões das autodefesas e guerilha supera 50% dos membros do Congresso vinculados a estes fenômenos", disse Mancuso ao canal de televisão RCN.

A declaração do paramilitar coincidiu com a prisão de Mario Uribe, primo do presidente Alvaro Uribe, dentro de uma investigação que levou à cadeia outros 31 congressistas por vínculos com grupos paramilitares.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.