Líder opositora pede nova votação no Irã supervisionada pela ONU

Paris, 16 jun (EFE).- A líder do Conselho Nacional da Resistência Iraniana (CNRI), Maryam Rajavi, insistiu hoje em que as eleições presidenciais iranianas devem ser anuladas e pediu uma nova votação sob a supervisão da ONU.

EFE |

Como o CNRI tem defendido nas últimas três décadas, o recente processo eleitoral no Irã deve ser substituído por "eleições livres sob a supervisão da ONU e baseadas na soberania popular, e não na lei suprema dos mulá", afirmou Rajavi em comunicado.

Rajavi reiterou o apoio à reivindicação do principal candidato da oposição, Mir Hussein Moussavi, de que as "falsas eleições" da semana passada devem ser anuladas.

A líder opositora pediu ainda o fim do princípio velayat-e-faqih, que é o que concede ao líder supremo da Revolução o poder absoluto, político e religioso sobre toda a nação, e o qual Moussavi defendeu.

A reação do CNRI acontece no mesmo dia em que o Conselho de Guardiães do Irã anunciou que pretende recontar os votos nas urnas nas quais tenham sido denunciadas irregularidades. EFE pi/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG