Bangcoc, 11 ago (EFE).- A Junta Militar birmanesa permitiu à Nobel da Paz e líder da Liga Nacional para a Democracia (LND), Aung San Suu Kyi, reunir-se com seu advogado pela primeira vez em mais de cinco anos de prisão domiciliar.

A principal figura da oposição ao regime birmanês se encontrou na sexta-feira passada com seu advogado, Kyi Win, em sua residência de Yangun, publicou hoje a imprensa da dissidência citando Nyan Win, porta-voz da LND, embora sem especificar os temas abordados na reunião. EFE grc/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.