Líder opositora birmanesa não quis se reunir com enviado da ONU

A líder opositora birmanesa, Aung San Suu Kyi, sob prisão domiciliar, não quis se reunir com o enviado da ONU Ibrahim Gambari durante a visita deste a Mianmar, informou neste sábado a televisão estatal.

AFP |

"Apesar dos planos feitos por Gambari durante sua visita de se reunir com Aung San Suu Kyi em 20 de agosto, ela se negou a encontrá-lo", afirmou a fonte.

O canal mostrou dois colaboradores de Gambari esperando em vão diante da entrada da casa da Prêmio Nobel da Paz, onde foi confinada durante a maior parte dos últimos 19 años.

Também foram divulgadas imagens de oficiais birmaneses interpelando por megafone a opositora e informando-a de que Gambari queria se reunir com ela.

No entanto, segundo a tv, a líder opositora ignorou as tentativas de comunicação com ela.

hla-gs/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG