A prêmio Nobel da Paz e líder da oposição de Mianmar, Aung San Suu Kyi, celebra nesta quinta-feira 63 anos, confinada em sua casa em Yangun, onde passou a maior parte dos últimos 18 anos por ordem da junta militar que governa o país.

Muitos partidários se reuniram diante da sede do partido de Suu Kyi, a Liga Nacional para a Democracia (LND), e distribuíram alimentos aos monges, enquanto oficiais à paisana fotogravam e filmavam as cenas.

Suu Kyi, a única prêmio Nobel da Paz privada de liberdade em todo o mundo, passou a maior parte dos últimos 18 anos em prisão domiciliar decidida pelo regime militar birmanês, que está no poder desde 1962.

hla-gs/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.