Antananarivo, 17 mar (EFE).- O líder opositor Andry Rajoelina se proclamou hoje chefe de uma alta autoridade de transição para governar Madagascar, após entrar nos escritórios presidenciais, em Antananarivo, ocupadas na segunda-feira por militares golpistas, segundo a Agência Efe pôde comprovar.

Enquanto isso, emissoras de rádio locais afirmaram que o presidente, Marc Ravalomanana, renunciou hoje, após quase dois meses de pressões da oposição, que o acusou de desvio de dinheiro públicos e de violar a Constituição. EFE fr/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.