O número dois do opositor Movimento por uma Mudança Democrática (MDC) Tendai Biti foi acusado nesta quinta-feira por um tribunal do Zimbábue de tentativa de subversão, cargo passível de pena de morte.

Biti foi acusado, além disso, de integrar um complô para falsear os resultados das eleições gerais de 29 de março ao pagar suborno à funcionários eleitorais e de publicação de notícias falsas e insultos ao presidente Robert Mugabe, segundo a atal de acusação.

Leia mais sobre: Zimbábue


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.