Líder norte-coreano reaparece em público após suposta doença

SEUL (Reuters) - O líder norte-coreano, Kim Jong-il, apareceu pela primeira vez em público desde que se noticiou no mês passado que ele pode ter sofrido um derrame, informou a mídia estatal neste sábado. Autoridades dos EUA e da Coréia do Sul disseram que Kim, de 66 anos, pode ter sofrido um derrame em agosto, o que levantou questões sobre a sucessão no país, a única dinastia comunista na Ásia, e quem estaria tomando decisões sobre o programa nuclear.

Reuters |

A mídia oficial norte-coreana informou que Kim assistiu a uma partida de futebol. A última aparição de Kim em público foi noticiada pela mídia estatal havia cerca de 50 dias.

"Depois de observar a partida, o líder Kim Jong-il cumprimentou os jogadores por seus bons resultados, dizendo que os estudantes militantes e revolucionários em nosso país são bons em arte e atividades esportivas", reportou a agência de noticias da Coréia do Norte, a KCNA.

Fontes de inteligência sul-coreanas dizem que Kim estava se recuperando de uma doença e não havia perdido o controle do poder, apesar da enfermidade.

A reaparição de Kim ocorre num momento em que o país encerrou conversações com um enviado dos EUA para assuntos nucleares, que foi esta semana a Pyongyang para tentar salvar um acordo de desarmamento e impedir que a Coréia do Norte recoloque em operação sua usina nuclear que produz plutônio adequado para bombas atômicas.

(Reportagem de Jon Herskovitz)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG