Líder iraniano reitera que EUA não mudaram política hostil

Teerã - O líder supremo religioso iraniano, aiatolá Ali Khamenei, reiterou neste sábado que os Estados Unidos não mudaram de forma substancial sua política hostil em relação a seu país.

Redação com Agência EFE |

A declaração é feita menos de 36 horas depois da mensagem em tom conciliador enviada pelo presidente americano, Barack Obama, ao povo iraniano.

Em discurso em virtude do ano novo persa, feito na cidade de Mashhad, no leste do Irã, a máxima autoridade religiosa iraniana advertiu que "ninguém pode intimidar seu país".

"Os Estados Unidos maltrataram a República Islâmica, e isso é algo que a nação iraniana não vai esquecer", ressaltou Khamenei, em declarações reproduzidas pela TV pública local.

Cooperação

O chanceler iraniano, Manouchehr Mottaki, assegurou que seu país "estudará" a mensagem de tom conciliador enviada na sexta-feira por Barack Obama ao povo do Irã.

"É lindo que a festividade do Noruz (ano novo) seja aproveitada para enviar uma mensagem de paz e amizade, mas a respeito de alguns outros aspectos incluídos, devemos avaliar", disse Mottaki, em declarações publicadas pela imprensa local.

As palavras de Mottaki abrem espaço para reflexão, depois que a mensagem de Obama surpreendeu os iranianos em pleno período de festa.

Em uma das primeiras reações oficiais, um assessor do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, disse à Agência Efe que seu país recebia "de boa fé" as palavras do líder, mas que considerava que eram insuficientes e que eram necessários passos adiante mais concretos.

Segundo o canal iraniano "PressTV", o líder supremo da revolução, aiatolá Ali Khamenei, poderá responder a Obama hoje durante seu discurso por ocasião do Noruz.

EUA e Irã romperam seus laços diplomáticos em abril de 1980, uma vez consolidada a Revolução Islâmica que derrubou a monarquia pró-ocidental do último xá de Pérsia, Mohammed Reza Pahlevi.

Leia também:

Leia mais sobre EUA - Irã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG