Líder indígena é assassinado no sudoeste da Colômbia

BOGOTÁ - O indígena colombiano Raúl Mendoza, líder de uma tribo dos índios paeces no sudoeste do país, foi assassinado em sua casa de Popayán, denunciaram hoje porta-vozes aborígines regionais.

EFE |

Mendoza "foi assassinado de forma vil", informou a Secretaria Maior do Conselho Regional Indígena do departamento (estado) Cauca (CRIC), que não deu maiores detalhes da forma como o crime foi cometido.

O homicídio aconteceu na tarde de domingo na casa do líder indígena em Popayán, capital departamental e próxima à localidade de Sotara.

O CRIC afirmou que Mendoza apresentou há pouco tempo às autoridades, das quais não obteve respostas, "reiteradas ameaças contra a comunidade e sua própria vida".

Esta situação levou o Cric a emitir no dia 22 de agosto uma declaração de rejeição aos atropelos contra o governador e a reserva de El Peñón, um prédio rural que os aborígines ocupam há três anos, afirmou a mesma fonte.

A organização indígena afirmou que Mendoza "vinha liderando um grande processo de libertação de terras, na localidade de Los Naranjos", que fica em Sotara e que é reivindicada por aborígines deslocados em 1994 por uma trágica avalanche.

Leia mais sobre Colômbia

    Leia tudo sobre: colômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG