Líder dos democratas no Senado se desculpa por comentário sobre raça de Obama

Washington, 9 jan (EFE).- O líder dos democratas na Câmara Alta (Senado), Harry Reid, se desculpou hoje por ter destacado em particular durante a campanha presidencial que Barack Obama era um candidato de pele clara e que não usava dialeto negro.

EFE |

"Arrependo-me profundamente de ter escolhido palavras tão desafortunadas. Peço desculpas sinceras por ter ofendido os americanos, especialmente os afro-americanos, com meus comentários incorretos", disse Reid em comunicado.

O senador ligou para o próprio Obama para pedir perdão depois de hoje terem sido divulgadas suas declarações, revelou a Casa Branca.

"Aceitei a desculpa de Harry sem dúvida nenhuma porque o conheci durante anos, vi a liderança apaixonada que demonstrou em assuntos de justiça social e sei o que sente em seu coração", disse Obama em comunicado.

"No que diz respeito a mim, o assunto está liquidado", acrescentou.

Os comentários de Reid estão contidos no livro "Game Change", elaborado pelos jornalistas Mark Halperin e John Heilemann, que será lançado na próxima semana, mas que foi obtido antes do tempo pela publicação pela internet "The Atlantic". EFE cma/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG