Líder do Partido Comunista em Urumqi é destituído após distúrbios

Pequim, 5 set (EFE).- O chefe do Partido Comunista da China (PCCh) em Urumqi, Li Zhi, foi destituído hoje de seu cargo diante dos distúrbios registrados esta semana na capital regional de Xinjiang, informou a agência oficial Xinhua.

EFE |

Este é o primeiro afastamento ordenado pelo regime chinês desde a explosão da nova onda de violência em Xinjiang, que, por enquanto, já causou a morte de cinco pessoas e que em julho passado foi cenário de violentos distúrbios que deixaram pelo menos 197 mortos.

Li, que ostentava o cargo de secretário do Comitê Municipal do PCCh em Urumqi foi substituído por Zhu Hailun, secretário do Comitê de Assuntos Políticos e Legislativos da província, segundo o partido que governa a China há 60 anos.

Também foram comunicados afastamentos a membros do Escritório de Segurança Pública de Urumqi, mas não foram oferecidos mais detalhes.

EFE gmp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG