Líder do Likud promete conservar Jerusalém se for eleito

Jerusalém, 8 fev (EFE).- O líder do Likud, Benjamin Netanyahu, prometeu hoje manter Jerusalém e as Colinas do Golã totalmente sob controle israelense se vencer as eleições da próxima terça-feira em Israel.

EFE |

"Jerusalém nunca será dividida novamente e o Golã não voltará a cair", disse o candidato.

Israel conquistou a parte oriental de Jerusalém e as Colinas do Golã - que pertencem à Síria - na Guerra dos Seis Dias (1967).

Os palestinos reivindicam a primeira como capital de seu futuro Estado, enquanto Damasco exige a devolução completa do Golã em troca da paz com o Estado judeu.

Durante uma viagem pelo Golã, Netanyahu ressaltou que o planalto sírio "só ficará nas mãos de Israel se o Likud for o vencedor das eleições", segundo a imprensa local.

Segundo as pesquisas mais recentes em Israel, o Likud parte como favorito no pleito, e na terça-feira pode eleger entre 25 e 27 deputados, contra 23 a 25 do Kadima.

Além disso, seu partido tem mais possibilidades que o Kadima de formar uma coalizão com outras legendas de direita, dadas as expectativas de voto.

Netanyahu foi primeiro-ministro de Israel entre 1996 e 1999. EFE ap/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG