Líder do Hisbolá desmente tentativa de envenenamento

Beirute, 25 out (Efe).- O secretário-geral do grupo xiita libanês Hisbolá, o xeque Hassan Nasrallah, desmentiu hoje que sofreu uma tentativa de envenenamento, e assegurou que esta informação faz parte de uma guerra psicológica.

EFE |

Em pronunciamento exibido pela rede de televisão "Al-Manar", órgão do Hisbolá, o dirigente xiita afirmou que "se trata de uma informação falsa".

"Como podem ver, estou sentado em frente a vocês, isso não passou de uma invenção de alguns sites da internet", disse.

Uma página digital iraquiana indicou há alguns dias que Nasrallah foi envenenado, e mais tarde tratado por médicos iranianos que o salvaram.

Nasrallah assegurou que o Hisbolá não gosta comentar "informações falsas", mas que esta vez se decidiu "tranqüilizar" as pessoas.

Além disso, criticou os meios de comunicação árabes por divulgar esse tipo de notícias.

Para o líder xiita, os rumores sobre sua saúde fazem parte da "guerra psicológica e moral destinada a deformar a imagem do Hisbolá através de mentiras e acusações falsas".

Nasrallah vive recluso em um local desconhecido desde o conflito com Israel em 2006, já que o Estado judeu ameaçou em várias ocasiões assassiná-lo. EFE ks/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG