Líder do Hamas está disposto a falar com o próximo presidente dos EUA

O líder no exílio do movimento islamita Hamas, Khaled Mechaal, se declarou disposto a conversar com o próximo presidente dos Estados Unidos, seja quem for, em entrevista publicada nesta terça-feira pela imprensa jordaniana.

AFP |

"O Hamas está disposto a dialogar com o próximo presidente, seja o democrata (Barack) Obama ou o republicano (John) McCain", declarou ao jornal independente jordaniano Al Arab al Yawm.

"Tenho a certeza de que estamos dispostos a negociar com qualquer dos candidatos, mas continuaremos sendo fiéis a nossos direitos. Reconhecemos que os Estados Unidos são poderosos, mas nós somos mais poderosos em nosso território", afirmou Mechaal.

Os americanos escolhem nesta terça-feira o sucessor do presidente George W. Bush na Casa Branca, em uma votação histórica que pode eleger pela primeira vez um candidato negro, Barack Obama, favorito nas pesquisas.

Khaled Mechaal acrescentou que seu movimento comemora "qualquer mudança na política externa americana".

"Comemoramos qualquer mudança que coloque fim ao favoritismo (dos EUA) de Israel e à agressão contra a região", explicou.

O Hamas, que controla a Faixa de Gaza desde junho de 2007, é considerado uma organização terrorista pelos Estados Unidos e pela União Européia (UE).

kt-akh/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG