Líder do Hamas em Gaza quer pressão do Ocidente sobre Israel

O líder do governo do Hamas na Faixa de Gaza, Ismail Haniyeh, pediu nesta quinta-feira à opinião pública ocidental que pressione Israel para acabar com a ofensiva militar contra o território palestino, lembrando as condições do grupo radical para um cessar-fogo.

AFP |

"Escrevo este artigo aos leitores ocidentais em todo o espectro social e político enquanto a máquina de guerra israelense continua massacrando meu povo em Gaza", afirma Haniyeh em uma carta aberta com o título "Minha mensagem ao Ocidente: Israel deve cessar a matança", publicada na edição desta quinta-feira do jornal britânico The Independent.

"Os palestinos estão consternados ao ver que os membros da União Européia não consideram este obsceno cerco uma forma de agressão", afirma Haniyeh, antes de acrescentar que o movimento islamita aceitaria um cessar-fogo com condições "claras e simples" que incluem o fim do bloqueio israelense.

"Israel deve acabar com sua guerra criminal e a matança de nosso povo, cessando totalmente e sem condições o cerco ilegal da Faixa de Gaza, voltando a abrir os pontos de passagem da fronteira e se retirando completamente".

Depois disso, prossegue, "poderíamos considerar outras opções".

Haniyeh responde ainda as acusações de que rejeitou o prologamento do cessar-fogo de seis meses com Israel, que expirou em dezembro. Ele afirma que o mesmo havia criado "uma vida infernal" em Gaza, com um "estrangulamento econômico".

"Independente do custo, o prosseguimento das matanças por parte de Israel não quebrará jamais nossa aspiração de liberdade e independência", conclui.

ar/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG