Líder do Hamas diz que crise financeira é culpa de ataques dos EUA

Gaza, 11 out (EFE).- O líder do Hamas e primeiro-ministro na Faixa de Gaza, Ismail Haniyeh, culpou hoje os ataques dos Estados Unidos contra países muçulmanos pela crise financeira mundial.

EFE |

"O colapso financeiro acontece atualmente porque vocês (americanos) atacaram a Palestina, a Somália, o Iraque, o Afeganistão e os muçulmanos ao longo da história", disse Haniyeh, durante um encontro com simpatizantes do Hamas no campo de refugiados de Jabalya, no norte da Faixa de Gaza.

O líder do Hamas acredita que "o mundo está presenciando o colapso do império americano".

Haniyeh fez um paralelismo entre a atual situação dos EUA e o boicote, liderado por Casa Branca e Israel, contra a Autoridade Nacional Palestina (ANP), devido à vitória do Hamas nas eleições legislativas de janeiro de 2006.

"Aqueles que impuseram um cerco aos palestinos pela força e pelo dinheiro estão agora sendo torturados da mesma forma como eles torturaram o povo palestino", disse.

Na terça-feira passada, o porta-voz do Hamas, Fawzi Barhum, acusou o lobby judeu nos EUA de ter gerado a atual crise econômica e de controlar suas finanças e sua política externa.

"Não há nenhuma dúvida de que o colapso da economia americana tem suas próprias razões, e que estão relacionadas com a administração corrupta, administrativa e financeira, do lobby judeu", afirmou Barhum, em artigo enviado à imprensa. EFE sa/fh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG