Líder dissidente uigur no exílio chega ao Japão

Rebiya Kadeer, chefe da dissidência iugur, chegou nesta terça a Tóquio para uma visita de cinco dias condenada por Pequim, que a acusa de ter fomentado os distúrbios interétnicos que deixaram oficialmente cerca de 300 mortos em Urumqi, Xianjiang.

AFP |

A disidente, que dirige o Congresso Mundial Uigur, com sede em Munique, Alemanha, chegou em Tóquio proveniente de Washington, onde vive desde que iniciou seu exílio da China, em 2005.

O ministério chinês das Relações Exteriores expressou sua "viva desaprovação" quanto a esta visita.

Pequim acusa o Congresso Mundial Uigur de ter incentivado os distúrbios de 5 de julho em Urumqi, capital de Xinjiang, região autônoma muçulmana do oeste da China.

kh/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG