Líder de grupo extremista sunita assassinado no Paquistão

O líder do grupo extremista sunita Sipah-e-Sahaba do Paquistão, considerado ilegal desde 2002 por envolvimento em atentados contra a minoria xiita, foi assassinado nesta segunda-feira e o autor do crime também morreu, anunciou a polícia.

AFP |

Ali Sher Haideri, que era chamado por seus partidários de ulemá, foi atacado por um homem que abriu fogo em Pir Jo Goth, na província de Sind, sul do país.

Um colaboradores também foi morto, ao mesmo tempo que o autor do ataque, que foi atingido pelos tiros de um segurança de Haideri.

A polícia acredita que o assassino, que não teve a identidade divulgada, agiu por uma disputa pessoal.

O Sipah-e-Sahaba é um grupo integrista do braço sunita do islã.

asq-mmg/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG