Líder das Farc atribui resgate de Betancourt a Israel

Bogotá, 11 fev (EFE).- Um vídeo divulgado hoje mostra o líder máximo das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), conhecido como Alfonso Cano, dizendo que o resgate da franco-colombiana Ingrid Betancourt foi coordenado por Israel e só foi possível graças à traição de dois guerrilheiros.

EFE |

A gravação, divulgada pelo site da revista "Semana" e a primeira com imagens de Cano desde que ele assumiu a chefia da guerrilha em abril passado, foi feita em agosto.

No vídeo, o guerrilheiro diz que o resgate de Betancourt, três americanos e 11 militares e policiais colombianos foi "dirigido pela inteligência de Israel e executado a partir da traição de dois comandantes" das Farc.

Cano, um antropólogo de 61 anos cujo verdadeiro nome é Guillermo Leão Sáenz Vargas, também faz referência a uma manifestação realizada em 20 de julho do ano passado contra a prática de sequestros no país.

Para o guerrilheiro, que assumiu a liderança das Farc em março de 2008, após a morte do fundador do grupo - "Manuel Marulanda Vélez" ou "Tirofijo", "o febril triunfalismo midiático provocado pelo Governo em torno da 'Operação Xeque' (...) carece de conotações a longo prazo".

Além disso, Cano diz que o resgate, ocorrido em 2 de julho de 2008, foi um episódio "nada excepcional" e que o Governo não faz referências ao "uso de emblemas" do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), da rede de TV "Telesur" e de ONGs de outros países na operação.

"Para parafrasear um presidente dos Estados Unidos", a "Operação Xeque" foi "um sucesso que teve muitos pais, embora a violação das normas internacionais tenha ficado órfã", acrescenta na gravação.

Sobre as minisfestações contra os sequestros realizadas em centenas de cidades da Colômbia e em vários outros países, o guerrilheiro diz: "Respeitamos profundamente o sentimento dos que marcharam em 20 de julho sem o manejo do Governo nem a manipulação dos que querem se perpetuar no poder". EFE rrm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG