Líder da oposição na Itália cobra de Berlusconi medidas contra pobreza

Roma, 28 out (EFE).- O líder da oposição de centro-esquerda italiano, Walter Veltroni, reivindica ao Governo de Silvio Berlusconi que dê uma atenção maior à situação da pobreza na Itália.

EFE |

Segundo Veltroni, cerca de 15 milhões de cidadãos vivem nesta faixa, algo que considera uma verdadeira situação de "emergência nacional".

"O empobrecimento do país já é uma verdadeira emergência nacional. Berlusconi finge não ter entendido. Mas a Itália não pode continuar assim", afirmou o secretário-geral do Partido Democrata (PD) em entrevista publicada hoje pelo jornal italiano "La Repubblica".

O político, que no sábado reuniu dezenas de milhares de pessoas no Circo Massimo de Roma para protestar contra o Executivo, exige que o primeiro-ministro da Itália tenha "um ato imediato de responsabilidade" e implante medidas imediatas que promovam um corte fiscal sobre os salários do país.

"Há cerca de 15 milhões de italianos vivendo abaixo ou na linha de pobreza. Se apresentarem uma medida assim (como a do corte fiscal), estamos dispostos a votá-la em seguida", afirmou.

Veltroni acrescentou que "há uma urgência absoluta de medidas que afrontem a duríssima recessão (econômica) em curso".

Ele acredita que Berlusconi, que minimizou a importância da manifestação de sábado em Roma, é perfeitamente consciente da situação econômica que os italianos atravessam.

"O primeiro-ministro convida os empresários a jantar para lhes convencer a gastarem mais dinheiro em publicidade em suas cadeias de televisão. Tudo isto é escandaloso", disse o líder do PD, que pede que Berlusconi favoreça não só aos mais ricos, mas também aos mais pobres. EFE mcs/ab/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG