Líder da oposição, John Atta-Mills vence eleições presidenciais em Gana

O líder opositor John Atta-Mills foi eleito presidente de Gana no segundo turno das eleições presidenciais, informou neste sábado Kwado Afari-Gyan, diretor da comissão eleitoral.

AFP |

Mills, do Congresso Nacional Democrático (NDC), obteve 50,23% dos votos, contra os 49,77% registrados por seu adversário, Nana Akufo-Addo, do Novo Partido Patriótico (NPP, no poder), segundo os resultados oficiais anunciados por Afari-Gyan.

"Com base nos resultados oficiais obtidos, é meu dever (...) declarar John Evans Atta-Mills presidente eleito da República de Gana", anunciou Afari-Gyan.

Vice-presidente do chefe de Estado Jerry Rawlings de 1997 a 2000, Mills, um jurista de 64 anos, se candidatou à presidência de Gana pela terceira vez consecutiva. Ele também é conhecido por seu trabalho como professor na Universidade de Gana, onde lecionou no curso de Direito durante 25 anos.

Ako-Addo, que também é jurista e tem a mesma idade, saiu vencedor do primeiro turno das eleições, realizado no dia 7 de dezembro, mas não alcançou a maioria absoluta necessária para ser eleito.

O segundo turno aconteceu no domingo passado, com exceção de uma circunscrição, onde os eleitores só votaram ontem (sexta-feira).

Após saber o resultado, Atta-Mills prometeu trabalhar pela unidade do país, e saudou o rival Akufo-Addo, "por ter proporcionado uma boa batalha".

Nana Akufo-Addo reconheceu sua derrota e felicitou o adversário.

Apesar de alguns incidentes, Gana foi elogiada pelo bom andamento do pleito presidencial - que, segundo observadores internacionais que acompanharam a votação, se desenvolveu dentro da mais perfeita ordem.

Mills sucederá John Kufuor, de 70 anos, do NPP, um dos presidentes mais respeitados da África, que governou durante dois mandatos de quatro anos, como prevê a Constituição do país.

O NDC de Atta-Mills, por sua vez, havia governado o país por oito anos antes da primeira eleição de Kufuor, no ano 2000.

A transferência do poder entre Kufuor e Mills está marcada para o dia 7 de janeiro. O NDC também conseguiu a maioria no Congresso ganês nas eleições legislativas do dia 7 de dezembro.

Gana, ex-colônia britânica que declarou sua independência em 1957, é um país de 23,5 milhões de habitantes que respeita a democracia e o multipartidarismo desde 1992.

O país é um importante produtor de ouro e cacau. Recentemente, descobriu reservas petrolíferas em sua costa, que foram alvo de muitas promessas durante a campanha presidencial.

sn/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG