O líder da oposição conservadora britânica, David Cameron, lançou neste sábado sua campanha eleitoral para 2010, quando pretende chegar a Downing Street, afirmando que já passou o tempo do atual primeiro-ministro, Gordon Brown.

"As próximas eleições legislativas ocorrerão no prazo de 153 dias e, na minha opinião, não acontecerão antes disto", disse Cameron em um discurso pronunciado em Oxford, no sul da Inglaterra.

O premier trabalhista, Gordon Brown, deve convocar eleições este ano, no máximo até junho, para renovar a Câmara dos Comuns, que chega a cinco anos de legislatura.

Cameron destacou que os conservadores estão preparados para a campanha eleitoral e que o programa do partido será publicado na próxima semana.

"Temos que ajudar a consertar este país", declarou o líder conservador, que acusa os trabalhistas de aplicar "uma política econômica irresponsável" que ameaça retardar a saída do país da recessão.

Cameron também revelou seu projeto de criar um "gabinete de guerra" multipartidário para supervisionar a campanha militar britânica no Afeganistão.

Segundo este projeto, os líderes da oposição poderão participar de reuniões de alto nível, "de maneira regular", para contribuir com a estratégia militar.

Cameron também promete "a descentralização mais radical do poder no país em gerações".

Os conservadores não vencem as eleições legislativas desde 1992, com John Major.

Leia mais sobre: Grã-Bretanha

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.