Líder da oposição do Zimbábue afirma que eleição é impossível

O candidato de oposição na eleição presidencial do Zimbábue, Morgan Tsvangirai, afirmou nesta terça-feira que é impossível celebrar nas atuais condições a votação convocada para a próxima sexta-feira, em entrevista por telefone à AFP.

AFP |

"A ONU só pode recomendar o adiamento da eleição. Não tem nenhuma jurisdição para adiá-la; Porém, está claro que é impossível celebrar eleições nas atuais condições", declarou o líder do Movimento pela Mudança Democrática (MDC).

Tsvangirai anunciou no sábado a retirada de sua candidatura para o segundo turno, no qual enfrentaria o presidente Robert Mugabe, por causa da onda de violência contra seus partidários.

O líder opositor se refugiou no domingo à noite na embaixada da Holanda em Harare.

O governo zimbabuano rebateu as denúncias e decidiu prosseguir com os preparativos das eleições.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, aconselhou na segunda-feira o adiamento do pleito, por considerar que a celebração da votação na sexta-feira apenas aprofundaria as divisões no país.

Tsvangirai disse ainda que pretende sair da embaixada quando tiver certeza de que não corre perigo.

"Me disseram que posso ficar enquanto considerar que não é seguro sair", afirmou, antes de acrescentar que talvez deixe a embaixada "nos próximos dois dias".

sn-chp/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG