Líder da oposição da Venezuela vai ao Peru mas não pede asilo

LIMA (Reuters) - O líder da oposição da Venezuela, Manuel Rosales, chegou no Peru para escapar de acusações de corrupção que ele diz serem uma punição com motivação política pelas suas críticas ao presidente Hugo Chávez. O ministro de Relações Exteriores do Peru, José Antonio Garcia Belaunde, disse na terça-feira à rede de televisão CNN que o ex-candidato presidencial e crítico ferrenho de Chávez chegou ao Peru com um visto de turista.

Reuters |

O partido de Rosales disse na segunda-feira que ele estava em busca de asilo político no exterior por não acreditar ser julgado justamente na Venezuela.

A oposição venezuelana afirma que a acusação contra Rosales é parte de uma ofensiva de Chávez para criminalizar seus adversários. Manuel Rosales escondeu-se na Venezuela e se negou a entregar-se quando acusações de corrupção foram apresentadas contra ele.

O chanceler peruano afirmou que o ex-candidato presidencial e atual prefeito da segunda maior cidade venezuelana, Maracaibo, ainda não pediu por asilo no país. Se a solicitação for formalizada, uma comissão de ministros avaliará o asilo.

(Reportagem de Marco Aquino em Lima e Brian Ellsworhth em Caracas; Escrito por Frank Jack Daniel)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG