Líder da oposição colombiana prevê luta interna nas Farc

Montevidéu, 25 mai (EFE).- O presidente do partido opositor colombiano Pólo Democrático Alternativo (PDA), Carlos Gaviria, previu hoje em Montevidéu uma luta interna no interior das Farc após o falecimento do chefe máximo dessa guerrilha, Pedro Antonio Marín, conhecido como Tirofijo.

EFE |

"Após esta morte, haverá uma luta entre a linha guerrilheira e a política", afirmou Gaviria em declarações à imprensa que cobre o XIV Encontro do Foro de São Paulo, realizado hoje na capital uruguaia com o discurso do presidente da Nicarágua, Daniel Ortega.

Para o titular do PDA, a solução para o conflito de seu país passa "pelo diálogo", e se mostrou esperançoso de que a "vertente política" da guerrilha saia vitoriosa.

A morte de "Tirofijo" se soma às "baixas significativas dos últimos meses", declarou em referência à morte do número 2 das Farc, "Raúl Reyes", em março deste ano, durante uma operação militar colombiana em território do Equador.

Esse falecimento causa "grande dor às Farc" tendo em vista que "Manuel Marulanda Vélez" (como também era conhecido o líder rebelde), "além de ser um dos grandes chefes, era um grande ícone", acrescentou Gaviria.

mtc/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG