Amã, 3 ago (EFE).- Samir Goshe, membro do Comitê Executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), morreu hoje num hospital da capital da Jordânia, aos 68 anos, vítima de um câncer, informaram fontes palestinas.

As fontes, que não deram mais detalhes, acrescentaram que o líder palestino será enterrado na parte leste de Jerusalém, ocupada por Israel desde 1967.

Goshe era secretário-geral do grupo radical palestino Frente de Luta Popular, uma facção minoritária e com pouco peso político que se opôs aos Acordos de Oslo assinados entre Israel e a OLP em 1993.

Apesar da oposição a esse compromisso, o grupo não abandonou a OLP, nascida em 1964 e reconhecida pelos Estados árabes como única representante do povo palestino.

Goshe também era integrante do atual Governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP), liderado pelo primeiro-ministro Salam Fayyad. EFE am/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.