Líder da Guarda Revolucionária iraniana quer mais poder contra ataques

Teerã, 19 jun (EFE) - O comandante da Guarda Revolucionária iraniana, Mohamad Ali Jaafari, pediu hoje para aumentar a capacidade militar da corporação para defender a República Islâmica contra possíveis ataques, informou a agência Mehr.

EFE |

Jaafari, em declarações concedidas em uma fragata iraniana durante exercícios da força naval da Guarda Revolucionária ("Pasdaran") no Golfo Pérsico, lembrou, no entanto, que esse corpo militar possui diferentes tipos de material sofisticado, incluindo mísseis de longo alcance.

"É preciso elevar ainda mais nossa capacidade defensiva para fazer frente a qualquer possível ameaça", disse Jaafari, cuja corporação é considerada pelos Estados Unidos como uma organização terrorista.

Apesar de não ter detalhado as manobras, sua duração ou local exato no Golfo, o alto militar iraniano ressaltou que durante os exercícios, "as forças localizaram um suposto inimigo e os destruíram".

Nos exercícios foram usadas lanchas rápidas e embarcações militares equipadas com mísseis mar-mar, e foram testados mísseis terra-mar, informou a "Mehr".

A Guarda Revolucionária iraniana, criada após o triunfo da Revolução Islâmica iraniana, em 1979, é considerada a coluna vertebral do regime de Teerã, e suas unidades atuam de forma independente do Exército iraniano. EFE msh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG