sem vencedores - Mundo - iG" /

Líder da Assembléia mauritana defende saída à crise sem vencedores

Nuakchott, 9 out (EFE) - O presidente da Assembléia Nacional mauritana, Messaoud Ould Boulkheir, defendeu hoje uma solução política que permita ao país sair da crise originada com o golpe de Estado de 6 de agosto, e através da qual não haja nem vencedores nem vencidos.

EFE |

O presidente da Câmara Baixa, opositor ao golpe militar, propôs a volta do presidente deposto, Sidi Mohammed Ould Cheikh Abdallahi, durante o período de tempo necessário para permitir a organização de eleições presidenciais "livres e transparentes" e a formação de um Governo de consenso.

Em sua opinião, a iniciativa prevê também "uma garantia de futuro" para os membros do Alto Conselho de Estado, instituição presidida pelo general Mohammed Ould Abdelaziz.

Hoje, a Frente Nacional de Defesa da Democracia (FNDD) disse estar aberta a negociações sobre "todas as questões nacionais", mas reiterou sua rejeição a qualquer solução política que não inclua o restabelecimento no poder de Abdallahi.

Por outra parte, um grupo de senadores fez um apelo para que se recorra a uma terceira via para sair da atual situação de crise, na qual se excluam tanto os militares quanto o presidente deposto.

Entre esses senadores, segundo a imprensa mauritana, se encontram pessoas próximas ao coronel Ely Ould Mohammed Vall, que liderou o Governo surgido após o golpe de Estado de agosto de 2005 e estabeleceu no país um período de transição para a democracia. EFE moo/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG