DUBAI - O segundo homem no comando da rede Al-Qaeda fez um apelo aos muçulmanos para manter os ataques contra a América criminal e criticou o presidente eleito dos EUA, Barack Obama, por prometer apoio a Israel durante sua campanha eleitoral.

Ayman al-Zawahri advertiu que Obama "vai fracassar" se der continuidade às políticas do presidente norte-americano, George W. Bush, conforme uma fita de áudio divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto SITE, uma organização dos Estado Unidos que monitora grupos militantes islâmicos.

Zawahiri também lançou uma advertência a Obama contra o envio de reforços militares ao Afeganistão.

"Sua menção de que retirará os soldados americanos do Iraque para enviá-los ao Afeganistão é uma política fadada ao fracasso", afirmou o braço-direito de Osama Bin Laden.

AP
Al-Zawahri fez ameaças contra os EUA
Al-Zawahri fez ameaças contra os EUA
"A América, a criminal, que faz cruzadas intrusivas, continua a ser a mesma de sempre, então temos de ameaçá-la para que ela tome consciência", disse Zawahri em uma mensagem endereçada a todos os muçulmanos ao redor do mundo. "O projeto de cruzada criminoso e expansionista (da América) somente foi neutralizado pelo sacrifício dos nossos filhos, os mujahideen", acrescentou.

Zawahri também criticou Obama por virar as costas às suas raízes muçulmanas. "A nação islâmica recebeu com extrema amargura seu hipócrita ... apoio a Israel", disse. "Você nasceu de um pai muçulmano, mas escolheu se aliar aos inimigos dos muçulmanos", disse.

Ofensas racistas

Além disso, Zawahiri, nascido no Egito, classificou na gravação Obama como "negro que serve aos brancos". "És o contrário dos negros honestos americanos, como Malcom X", disse o braço-direito do chefe da Al-Qaeda, Osama bin Laden, na gravação.

"Em ti, Colin Powell, (Condolezza) Rice e os que são como vocês, se confirmam as palavras de Malcom X sobre os 'criados negros'", acrescentou.

O áudio apareceu acompanhado de uma imagem do Zawahiri e de uma fotografia de Obama junto a dirigentes judeus, além de uma instantânea de Malcom X.

Obama visitou Israel durante a campanha e prometeu continuar o apoio norte-americano ao Estado judeu.

A última mensagem de Zawahiri foi divulgado em 8 de setembro, quando criticava as autoridades iranianas por adotar "políticas de dois pesos e duas medidas" no Oriente Médio.

Assista ao vídeo abaixo:

Leia mais sobre Obama

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.