Líder da Al Qaeda diz ter mentido em sessões de tortura em Guantánamo

Washington, 15 jun (EFE).- Um dos supostos líderes da Al Qaeda afirmou ter sido torturado em Guantánamo e, por isso, confessou a participação em mais de 20 planos terroristas, segundo transcrições divulgadas hoje pela CIA (agência central de inteligência dos Estados Unidos).

EFE |

"Inventei histórias", afirmou Khalid Sheikh Mohammed durante uma audiência em 2007. Ele acrescentou que os interrogadores perguntaram sobre o paradeiro de Osama bin Laden, e o suposto líder da Al Qaeda respondeu que não sabia.

"Depois, me torturaram e eu disse: 'Sim...está nesta região'. Não conheço ele. Fui torturado", acrescentou.

Segundo os documentos, que contêm parágrafos ocultos com tinta preta, durante os interrogatórios Mohammed listou 29 conspirações terroristas nas quais disse ter participado.

As transcrições foram divulgadas devido a uma demanda apresentada pela União Americana de Liberdades Civis (ACLU, em inglês), que pediu para conhecer detalhes sobre o programa do Governo dos EUA para os detentos em Guantánamo.

Os documentos também incluem declarações de Abu Zubaydah, outro suposto terrorista, que também denunciou ter sido torturado.

"Após meses de sofrimento e tortura, física e mental, não lhes importavam as lesões que me provocaram em um olho, no meu estômago, na bexiga, meu quadril esquerdo e meus órgãos reprodutivos", disse.

"Não lhes importava que quase morri por essas lesões. Os médicos disseram que quase morri em quatro ocasiões", acrescentou.

"Após meses durante os quais quase enlouqueci e perdi minha vida, se asseguraram de que não mentisse", acrescentou.

Um terceiro preso de Guantánamo, identificado como Al-Nashiri, disse que foi vítima do uso de waterboarding, um método de interrogatório considerado tortura e que consiste em simular a asfixia do detido.

Segundo um porta-voz da ACLU, as declarações dos detentos constituem uma nova prova das "torturas brutais e dos abusos" cometidos pelos interrogadores da CIA. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG