Líder da al Qaeda diz que Bin Laden ficará triste se jihad acabar

Vídeo do médico egípcio Ayman al-Zawahiri, sucessor do terrorista no comando da organização, foi divulgado nesta terça

Reuters |

AP
Foto mostra o novo líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, em reprodução de vídeo postado no site do as-Sahab, braço de mídia da rede terrorista (imagem de 28/07/2011)
A rede al Qaeda divulgou um vídeo no qual seu novo líder, o egípcio Ayman al-Zawahiri, elogia seu predecessor, o saudita Osama bin Laden , por sua "moral superior" e "lealdade aos companheiros".

Quem é Al-Zawahiri? Médico egípcio assume comando do grupo terrorista

Na lista: Ayman al-Zawahiri passa a ser o homem mais procurado do mundo

Na fita de meia hora de duração, intitulada "Dias com o Imã, Parte 1", Zawahiri, que se tornou o líder da rede em junho, depois da morte de Bin Laden, descreveu o fundador da organização como "nobre, generoso e bom".

"Tive a honra de companheirismo daquele homem por longos períodos em viagem e em diferentes circunstâncias", disse Zawahiri, que conheceu Bin Laden no Paquistão em meados dos anos 1980 quando ambos apoiavam as guerrilhas que combatiam as forças soviéticas no Afeganistão.

"O xeque Osama iria sentir uma grande tristeza se sentisse que seus irmãos no caminho da Jihad foram oprimidos ou não alcançaram sua meta justa", afirmou Zawahiri, acrescentando que ele era "leal aos seus irmãos".

Ele costumava se lembrar dos 19 que atacaram a idiota da era, a América, no Pentágono, o assento de sua liderança militar, e em Nova York, o símbolo de seu poder econômico", disse Zawahiri

Zawahiri era o principal assessor de Bin Laden e por muitos anos o cérebro por trás da estratégia da al Qaeda.

"Ele costumava se lembrar dos 19 que atacaram a idiota da era, a América, no Pentágono, o assento de sua liderança militar, e em Nova York, o símbolo de seu poder econômico", disse Zawahiri, referindo-se aos 19 membros da al Qaeda que sequestraram os aviões nos atentados de 11 de Setembro de 2001 e os lançaram contra o World Trade Center e o Pentágono.

Zawahiri terminou dizendo que divulgará outros vídeos sobre Bin Laden. Não ficou claro quando a mensagem foi gravada.

(Por Isabel Coles e Ahmed Tolba)

    Leia tudo sobre: MUNDOALQAEDABIN LADEN

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG