Líder conservador desafia Brown a convocar eleições

Londres, 6 mai (EFE).- O líder conservador britânico, David Cameron, desafiou hoje o primeiro-ministro, Gordon Brown, a convocar eleições gerais, após assegurar que o Governo trabalhista está em uma situação de deterioração terminal.

EFE |

Na sessão semanal de perguntas ao primeiro-ministro no Parlamento, mais acalorada que o habitual, Cameron acusou Brown de "não estar preparado" para o posto de primeiro-ministro e lembrou as críticas lançadas por alguns ministros.

"Uma série de mudanças, derrota no Parlamento inclusive quando o Governo é maioria e ministros que questionam abertamente sua autoridade. Não está de acordo em que estas são sinais de um Governo em deterioração terminal?", disse Cameron em meio a gritos de deputados conservadores.

O líder tory se referia especificamente ao artigo que no domingo passado foi publicado no periódico britânico "The Observer" pela ministra para as Comunidades, Hazel Blears, no qual criticou a forma de fazer política do atual Governo trabalhista.

Blears qualificou de "lamentável" a forma como o Governo comunica seus objetivos políticos e advertiu sobre "terríveis" consequências de continuar com uma política equivocada que interpreta mal o ânimo dos cidadãos.

Em resposta ao ataque aberto de Cameron na Câmara dos Comuns, Brown ignorou o pedido de convocação de eleições e respondeu com um contra-ataque, acusando o líder dos tories de não se concentrar em assuntos importantes como a economia.

"Mais uma vez o senhor não pode fazer perguntas sobre a economia, ou sobre a gripe suína ou sobre as difíceis decisões que temos que tomar no mundo. Mais uma vez o senhor reduz tudo à personalidade.

Nós nos concentramos no trabalho de governar", afirmar o chefe de Governo.

O primeiro-ministro tem de prazo de até meados de 2010 para convocar eleições gerais. EFE vg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG