Líder comunista russo pede reconhecimento da Abkházia e Ossétia do Sul

Moscou, 20 ago (EFE).- O líder do Partido Comunista da Rússia (PCR), Gennady Ziuganov, fez hoje uma chamada ao reconhecimento da independência das regiões separatistas georgianas da Abkházia e da Ossétia do Sul.

EFE |

"Chegou o momento da verdade. A tarefa principal é reconhecer nos próximos dias a Ossétia do Sul e a Abkházia. Sem isso, não haverá paz no Cáucaso", disse Ziuganov, em declarações divulgadas pelo site de seu partido.

Destacou que os políticos russos mantêm uma oposição unânime frente à Ossétia do Sul e à Abkházia e, portanto, é preciso "convocar uma sessão da Duma (Câmara dos Deputados) e formalizar todas estas decisões".

"Faço uma chamada a todos os colegas, independentemente de sua pertinência partidária, a manifestar vontade e a fazer tudo para que reine a paz no Cáucaso", disse o líder comunista.

Ao mesmo tempo, Ziuganov ressaltou que se trata não só de reconhecer as independências da Ossétia do Sul e da Abkházia, mas também de assinar um tratado pelo qual a Rússia se comprometa a ajudar na reconstrução dessas repúblicas.

"É preciso fazer tudo para que ninguém ouse voltar a atacá-las, ou seja, é preciso garantir sua segurança militar". EFE bsi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG