Líder árabe se reunirá com Ban para discutir negociações do Saara Ocidental

Argel, 21 out (EFE) - O presidente da República Árabe Saaráui Democrática (Rasd), Mohammed Abdelaziz, se reunirá em 4 de novembro em Nova York com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para debater o reatamento das negociações com o Marrocos, informou hoje a agência de imprensa saaráui SPS.

EFE |

Abdelaziz explicou que pedirá ao secretário-geral para que a ONU "honre o compromisso contraído há 17 anos em relação ao direito de autodeterminação do povo saaráui".

"O Governo saaráui não constatou pressão por parte das Nações Unidas sobre o Marrocos para colocar fim à sua teimosia e à sua política colonial", disse, e afirmou que a Missão da ONU para o Referendo no Saara Ocidental (Minurso) se reduziu a "um simples instrumento de controle do cessar-fogo".

Em sua opinião, a Minurso já não cumpre o objetivo com o qual foi criada, de "permitir o desenvolvimento das reivindicações da legalidade internacional ligadas aos direitos do povo saaráui".

Abdelaziz explicou que proporá a Ban a organização de um plebiscito de autodeterminação "livre e regularizado", assim como a publicação do relatório da Comissão de Direitos Humanos da ONU sobre o Saara.

O Governo saaráui irá às Nações Unidas para fazer "soar o alarme" sobre as repressões injustas do Governo marroquino nos territórios ocupados, destacou.

Sobre a data para retomar as negociações com o Marrocos sob a supervisão da ONU, Abdelaziz explicou que "não há nada novo por enquanto", mas ressaltou que as partes "aceitaram prosseguir as conversas".

Neste sentido, destacou que as negociações exigem "uma mediação capaz de supervisioná-las e de assegurar sua continuação", em referência à nomeação de um novo representante especial da ONU para o Saara Ocidental. EFE sk/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG