Líder afegão critica EUA por morte de nove crianças em ataque

Bombardeio da Otan ocorreu na Província de Kunar; no sudeste do Afeganistão, ataque do Taleban mata 12 civis

iG São Paulo |

O presidente afegão Hamid Karzai disse neste domingo ao general americano David Petraeus, comandante das tropas da Organização do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão, que não são suficientes suas desculpas pela morte de nove crianças em um bombardeio na Província de Kunar.

"O presidente Karzai disse que as desculpas de David Petraeus não são suficientes", afirmou um comunicado da presidência afegã. A declaração de Karzai foi feita durante reunião de gabinete na qual Petraeus estava presente, segundo o comunicado.

Centenas saíram às ruas da capital afegã para protestar contra a morte das crianças. Os manifestantes gritaram "More à América, morte aos invasores", enquanto marchavam em Cabul.

Atentado

No sudeste do Afeganistão, distrito da Província de Paktika, doze civis foram mortos neste domingo pela explosão de uma bomba detonada às margens de uma rodovia , informou o governo. As autoridades locais atribuíram o atentado à milícia islâmica do Taleban.

Duas mulheres, cinco crianças e cinco homens morrerma pela explosão em Waza Khwa, distrito da Província de Paktika, disse o governador provinciano, Mohebullah Sameem. "As pessoas voltavam do Paquistão quando o carro foi atingido pela bomba", disse Sameem.

O governador acusou os "inimigos da paz", expressão habitualmente usada pelas autoridades para designar a rebelião liderada pelo Taleban contra o governo de Cabul e seus aliados ocidentais.

*AFP, EFE e Reuters

    Leia tudo sobre: AfeganistãoConflitoOtan

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG