Libertam 5 sul-coreanos seqüestrados por traficantes de pessoas no México

México, 22 jul (EFE).- Quatro homens e uma mulher da Coréia do Sul seqüestrados há uma semana por traficantes de pessoas na cidade mexicana de Reynosa (norte), na fronteira com os Estados Unidos, foram libertados hoje.

EFE |

José Herrera, promotor do estado de Tamaulipas, ao qual pertence Reynosa, disse à "Rádio Fórmula" que os sul-coreanos não eram empresários, mas "cidadãos comuns" que tinham sido levados de seu país até o México por uma quadrilha de traficantes de pessoas encarregada de fazer o grupo chegar aos EUA.

Sem dar muitos detalhes, Herrera disse que, após uma investigação, descobriu-se que os sul-coreanos foram feitos reféns pelos traficantes, que exigiram US$ 30 mil para soltá-los.

O promotor, que não disse se os seqüestradores foram presos, explicou que o grupo foi libertado depois que as ligações telefônicas dos traficantes foram rastreadas.

Depois de libertados na tarde de hoje, os sul-coreanos foram levados à Procuradoria Geral da República (PGR) para depor.

Os cinco sul-coreanos "estão em perfeito estado de saúde", afirmou Herrera, que disse que o grupo ainda está em Reynosa e já conversou com um representante diplomático de seu país no México.

EFE gt/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG