Os três alemães seqüestrados no Iêmen, um casal e sua filha, foram libertados nesta sexta-feira por seus captores, depois de cinco dias de cativeiro em uma região montanhosa próxima à capital Sana.

Os três alemães, seqüestrados a uns 80 km a leste de Sana, foram libertados graças à mediação de um dignatário da tribo dos Bani Dhabyan, ao qual pertencem os captores.

O principal seqüestrador dos alemães, identificado como Abd Rabbo Saleh Al Tam, pediu, a princípio, a libertação de seu irmão e seu filho, presos há cerca de quatro meses no Iêmen por um litígio em torno de um terreno.

O caso se complicou na véspera, quando os captores pediram, além disso, a libertação de dois iemenitas presos nos Estados Unidos por supusto apoio a rede Al-Qaeda.

tm/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.