Libertados no Sudão 4 voluntários da Médicos sem Fronteiras

Roma, 13 mar (EFE).- Os quatro voluntários da Médicos sem Fronteiras (MSF) que eram mantidos em poder de sequestradores na região sudanesa de Darfur desde quarta-feira foram libertados, informou o Ministério de Assuntos Exteriores da Itália.

EFE |

Os reféns soltos são o francês Raphael Meonier, o médico italiano Mauro D'Ascanio e a enfermeira canadense Laura Archer.

O diretor da Médicos sem Fronteiras, Kostas Moschochoritis, disse à emissora italiana "SkyTg24" que "nenhum resgate foi pago" pela libertação dos quatro voluntários, que, segundo afirmou, estão bem.

Moschochoritis acrescentou que a MSF foi informada da libertação do grupo pelos "próprios seqüestradores", com os quais a ONG manteve "contato nos últimos dias".

No entanto, o diretor da Médicos sem Fronteiras não soube dizer se os seqüestradores eram criminosos comuns ou se pertenciam a um grupo organizado.

Os voluntários foram sequestrados em Sharf Umra, cerca de 200 quilômetros a oeste de Darfur. EFE cps/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG