Os membros do governo do Níger detidos pelos autores do golpe de Estado ocorrido na quinta-feira passada foram libertados neste sábado, confirmou à Agência Efe uma fonte próxima à oposição.

"Os ministros que tinham sido detidos por oficiais do Conselho Supremo para a Restauração da Democracia (CSRD) recuperaram a liberdade e se reuniram com suas famílias", disse a fonte, segundo a qual a decisão foi adotada no sábado e aplicada horas depois.

Os membros do gabinete foram detidos pelos golpistas durante o assalto ao palácio presidencial nigerino na quinta-feira passada, quando participavam de um conselho de Governo presidido pelo chefe de Estado deposto, Mamadou Tandja.

Após o sucesso de sua ação e a captura do presidente, os golpistas distribuíram os ministros por diferentes quartéis da capital nigerina.

Tandja foi levado para um campo militar na região de Dosso, no oeste do país e a cerca de 140 quilômetros de Niamey. Ainda não se sabe a sua atual situação.

Os dirigentes do CSRD anunciaram a dissolução do Governo, a suspensão da Constituição, a instauração do toque de recolher e o fechamento das fronteiras do Níger.

Leia mais sobre golpe no Níger .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.